Técnicas de Neuromarketing usadas ​​pelo Airbnb para otimizar formulário de inscrição - Renkel

Esse ano finalizado minha pós-graduação em Neuromarketing. A área de Neuro traz diversas técnicas para entender e persuadir seu cliente, independente a plataforma (online vs offline).

Independente a sua área, a geração de leads é essencial para o sucesso e o crescimento dos negócios. Porém, isso já não é o bastante. Atrair pessoas para um formulário pode ser uma tarefa simples, afinal os Clickbait são fatais para isso; o ponto é, convencer o usuário a comprar um produto, baixar um e-book, ou preencher sua pesquisa, sem fazer com que o usuário fuja da sua landing page, não é?!

Vou começar essa série de posts onde analisarei algumas marcas globais para ver o sucesso de seus formulários a partir de uma perspectiva de UI e UX (visual VS usabilidade).

Neuromarketing

O Neuromarketing é o estudo do comportamento do consumidor, misturando neurociência e marketing. Tem como principal objetivo entender o que faz um consumidor preferir uma marca, comprar ou não um produto e até mesmo se tornar um cliente fiel.

Tudo isso estudando o comportamento inconsciente, ou seja, as motivações que nem as próprias pessoas reconhecem.

A tomada de decisões não acontece de forma racional, lógica e consciente como muitas vezes acreditamos. E sim no inconsciente, quando determinados estímulos ativam partes específicas do cérebro.

De forma bastante simples, o cérebro pode ser dividido em 3 partes:

  • Cérebro Reptiliano: controla tudo aquilo que é responsável pela nossa sobrevivência, como respiração e batimentos cardíacos e é ativado por emoções primitivas como medo, fome e raiva.
  • Cérebro Límbico: processa emoções mais complexas, é responsável por armazenar dados e é ativado por sensações envolvendo os 5 sentidos.
  •  Neocórtex: essa é a parte que acreditamos utilizar nas tomadas de decisão já que é a parte que controla o raciocínio e nosso lado social.

São os estímulos externos, como propagandas, sons, cheiros ou interações com outras pessoas que ativam sistema reptiliano e o límbico (inconsciente).

Após a decisão ser tomada no nível inconsciente, o neocórtex racionaliza, por isso acreditamos que nossas escolhas são lógicas.

Incrível né?!

Airbnb

O Neuromarketing influencia no design de sites e blogs, acredito que você já deve saber.

As cores e fontes são elementos importantes quando queremos influenciar pessoas a tomar uma ação, como colocar atalhos para as redes sociais e assim facilitar o compartilhamento de páginas e conteúdos. E funcionam!

Um exemplo bem prático para você avaliar esse comportamento é criar experimentos A/B. Esses testes você consegue criar designs projetados para o usuário, pensando em facilitar a navegação.

O formulário de inscrição do Airbnb é um excelente exemplo de design “bem pensado”. Uma grande parte de seu sucesso se resume ao processamento de fluência e facilidade cognitiva  – os pilares do design efetivo da experiência do usuário!

Existem vários princípios de Neuromarketing que são úteis para a consideração ao projetar qualquer tipo de elemento em seu site. Quer ver?

Pense comigo, se grandes marcas com usuários altamente engajados utilizam técnicas as vezes fáceis de ser aplicadas, por que você não pode aplicá-las no seu negócio?

Configura algumas técnicas simples que o Airbnb usa e você pode utilizar no seus formulários.

Autonomia

A autonomia é uma necessidade humana inata. Também descrita como “Autodeterminação”, a autonomia descreve a capacidade de um indivíduo moldar suas próprias circunstâncias. A maioria das pessoas sente um forte desejo de estar no controle de suas vidas e fará escolhas que preservam esse controle.

Você decide qual a forma mais adequada de se cadastrar (Airbnb)

Você permitir o usuário escolher como quer se cadastrar aumenta a sensação de autonomia e liberdade. Percebe-se que são as opções mais comuns dos usuários (Facebook, Google ou E-mail).

Inscrever-se através da mídia social é também um processo muito mais rápido, que é sempre uma atração e, ainda melhor para os gestores, pode permitir o acesso a certas informações do perfil.

Atenção

Em vez de exibir o formulário inteiro na primeira página, o Airbnb usa pop-up/janela, abrindo apenas o formulário completo quando o usuário clica em “Cadastre-se com E-mail”, que mantém tudo limpo, simples e não intimida o usuário no processo de cadastro.

O modo janela/popup também ajuda a manter a Atenção no lado direito – garantindo que não haja distrações, que é simplesmente a maneira pela qual o visitante deseja se cadastrar.

Lembre-se que nosso cérebro é capaz de processar de forma consciente, no máximo, 40 bits de informação por segundo, então é importante definir processos por etapas.

Layout da Coluna

Não há nada de confuso no layout da coluna do cadastro – porque existe apenas uma! Uma linha limpa com cada campo um abaixo do outro, mantendo uma aparência simples e clara, com espaço suficiente para o preenchimento dos campos.

Formulários do Cadastro – Airbnb

Ícones nos campos

Os ícones trazem um elemento de design agradável e também adicionam a facilidade extra de compreensão – você vê o ícone de e-mail e sabe o que precisa preencher.

Quanto mais fácil e rápido as pessoas entenderem o que você está pedindo, mais rápida será a resposta.

Validação da força da senha

Esta é sempre uma ferramenta reconfortante para os usuários. A segurança online (ou a falta dela) pode ser um grande fator para evitar que as pessoas façam um cadastro ou uma compra e, assim, dar uma indicação de quão forte é sua senha dará uma sensação de segurança e satisfação.

Isso está ligado à Compensação de Risco – um viés cognitivo que explora como estamos mais felizes em fazer as coisas quando sentimos que estamos em um ambiente protegido / seguro.

Validação da força da senha – Airbnb

Indicação clara de erros

É importante notificar claramente os clientes quando há um problema com um dos campos preenchidos.

Não há nada mais frustrante ou irritante do que receber a informação de que seu formulário não será enviado, mas sem nenhum indício de onde possa haver erros.

Informe os erros rápido, óbvio e fácil para correção e garantir que a frustração não leve a uma saída rápida.

O uso de Neuromarketing vem sendo aplicado por grandes empresas globais, porém pouco divulgada. Estudos com Mapa de Calor e Gravações de Usuários já vem sendo utilizadas por usuários comuns. Algumas técnicas ainda estão inviáveis, como o Eye Tracking.

Procure avaliar com testes A/B alguns desses recursos para comparar os resultados.

Praticamente toda comunicação de marketing que impacta os usuários está ligada nos princípios do neuromarketing.

Deixe sua opinião aqui nos comentários que eu vou adorar saber o que você pensa e juntos podemos enriquecer ainda mais essa série de conteúdo.