A AWS agora tem cinco Zonas Locais geralmente disponíveis em quatro cidades, aproximando a infraestrutura em nuvem de áreas geográficas específicas, indústrias e centros de TI.

A Amazon anunciou na terça-feira a disponibilidade geral de novas zonas locais da AWS em Boston, Houston e Miami. O gigante das nuvens agora tem cinco zonas locais em quatro cidades, com duas sediadas em Los Angeles. Planeja abrir mais 12 ainda este ano.

As Zonas Locais são um tipo de infraestrutura que aproxima certos serviços da AWS de uma determinada área geográfica, indústria ou centro de TI. A ideia é melhor atender aplicações sensíveis à latência.

Alguns clientes têm usado as Zonas Locais da AWS para casos de uso de “borda distribuída”, dispersando geograficamente partes de seus aplicativos (como aplicativos de jogos ou assistentes de voz) a fim de garantir baixa latência para clientes em diferentes partes do país. Outros clientes estão usando zonas locais para aproximar os serviços em nuvem de suas filiais ou data centers existentes.

Cada Zona Local é gerenciada por um plano de controle em sua região “pai”. As três novas zonas são todas administradas pela região leste da AWS US no norte da Virgínia.

As 12 Zonas Locais programadas para abrir ainda este ano serão em Atlanta, Chicago, Dallas, Denver, Kansas City, Las Vegas, Minneapolis, Nova York, Filadélfia, Phoenix, Portland e Seattle. A AWS planeja abrir mais zonas locais depois disso, tanto nos EUA quanto em outros lugares. Também planeja adicionar mais serviços, incluindo mais tipos de EC2, às Zonas Locais.